Som na Toca

Linguagem

Campanhas

Autoral Atual Recorrente

Autoral Atual Recorrente
Compartilhar:

Autoral Atual Recorrente

Nesse momento de isolamento surge a ideia de uma reunião de compositores num programa semanal de música instrumental. Com os músicos residentes Renata Neves e Lourenço Vasconcellos em duo de violino e vibrafone; e Mig Martins com guitarra, violão ou ukulelê solo, o Autoral Atual funciona tanto como uma válvula de escape e celebração da produção independente de música autoral, como um evento social  onde os músicos tocam e trocam repertórios e histórias.

A cada domingo o programa recebe também um convidado especial diferente, compositor e instrumentista, que entra na brincadeira com suas composições, tocando e ouvindo as versões dos músicos residentes.


Três shows que se misturam num revigorante concerto on-line através do zoom e YouTube, trazendo novidades sensoriais que serão degustadas pelo público.

A cultura salva!

 

Quem somos nós

Renata Neves


Mãe, violinista, rabequeira e compositora, Renata Neves é uma musicista atuante no cenário carioca há mais de 20 anos.

Estudou na UFRJ com Michel Bessler e se formou em Jazz e Improvisação no CMDL com Didier Lockwood e Johan Renard na França em 2013. Tocou em diferentes projetos no Brasil e no exterior desenvolvendo uma linguagem brasileira e autêntica no violino.

Integrante do quarteto de cordas cAis, grupo que estará lançando seu primeiro CD autoral ainda em 2020 e do grupo Forró de Pontuada, Renata também lidera seu trio autoral que estreou no Festival Sonora em 2019. Em 2020 formou o duo com o vibrafonista e baterista Lourenço Vasconcellos com repertório diversificado, popular e sofisticado.

Foi professora do Club du Choro de Paris (2013/ 2014) ensinando música brasileira no violino, além de ministrar uma oficina de violino popular na escola de música Villa Lobos em 2019. Foi professora de violino também em comunidades do Rio de Janeiro através da Ação Social pela Musica em 2016 e 2017.


Lourenço Vasconcellos


Baterista, vibrafonista e compositor, Lourenço é um músico curioso que dialoga com as mais variadas linguagens. Bacharel em composição (UFRJ) e mestre em música (UofL, EUA). De 2010 a 2016 apresentou-se com Egberto Gismonti e a Orquestra Corações Futuristas.

Com a artista Letrux gravou e apresentou o premiado disco Em noite de climão, rodando o país nos grandes festivais de 2017 a 2019. Em 2020 lançaram o novo album Letrux aos Prantos.

É baterista do Relógio de Dalí, grupo importante na cena instrumental contemporânea alem de liderar seus próprios grupos como vibrafonista e compositor. Desde 2015 atua como regente da Orquestra de sopros da PróArte. Gravou diversos discos, com destaque para seus projetos pessoais: TRÊS, com Francisco Pellegrini e Lise Bastos; Musicas para Saudar Jorge Amado, com a Orquestra Revelia; Kinetic Meditations, com Graeme Gardiner; Duas Sanfonas e uma Orquestra, com a OSPA; Reflexões, solo de improvisação livre; e Ondas Reflexas, com Odette Ernest Dias


Mig Martins


Mig Martins é guitarrista, violonista e ukulelista, além de compositor e cantor, em uma tajetória de mais de 20 anos. A música regional em sua profundidade maior é sua principal raiz e de onde parte sua inspiração para os voos mais altos e sofisticados. 

Fundador do Conjunto Noites do Norte, que trouxe a guitarrada e a lambada pro Rio de Janeiro, ajudando a formar o cenário pra essa onda de música paraense que invadiu o sudeste. Violonista no Show Jóia onde divide o palco com nada menos que Lan Lahn, Jussara Silveira e Rodrigo Faria. Em sua carreira o baile sempre esteve muito presente, a música pra dançar é algo muito importante na dinâmica da cultura regional. Mig tem atuado com bastante frequência em peças de teatro.


  • R$255
    Levantados de R$100.000
  • 3
    Apoios
0 %
Esta campanha vai reter todo o dinheiro recebido.
Assinar esse projeto